Thursday, January 03, 2008

E ainda me chateiam para reciclar as embalagens...

Tenho sido bastante 'criticada' por várias pessoas que, quando vão a minha casa, se apercebem que não reciclo as embalagens. Faço um esforço pelo vidro e pelo papel e, confesso, não é sempre. Ir ao eco-ponto, para mim, é uma experiência traumatizante. Os caixotes são altos e desconfortáveis para despejar as coisas lá para dentro (para quando aqueles enterrados no chão onde só se levanta uma tampa?), sujos, mal-cheirosos e estão sempre a abarrotar. Quantas vezes não fiquei já com as mãos e as mangas dos casacos imundas depois de ter tentado meter 43 garrafas uma-a-uma para dentro do buraquinho minúsculo do vidrão. Além disso, nos eco-pontos a que vou encontro invariavelmente montinhos de cocó e já cheguei a ver tripas e vísceras dentro de sacos de plástico. Depois vêm os cães e os gatos e é o que se sabe... Um nojo!

O que vêem nesta foto é um eco-ponto da Av. Elias Garcia, onde costumo passar quase todos os dias. Não foi um acaso. Este quadrinho de miséria pode ver-se ali com frequência. E estamos a falar do centro de Lisboa! Por isso é que pergunto como é que ainda me querem convencer a reciclar embalagens? As criancinhas a fazer anúncios ecológicos na televisão são muito engraçadas, mas a realidade é totalmente diferente. E eu prefiro continuar a deitar as embalagens no lixo normal do que amontoá-las aí pela rua.

1 comment:

barb michelen said...

Hello I just entered before I have to leave to the airport, it's been very nice to meet you, if you want here is the site I told you about where I type some stuff and make good money (I work from home): here it is